Oficialmente, o verão começa no dia 21 de dezembro no Hemisfério Sul. Mas na prática, o tempo começa a esquentar muito antes no Brasil. Isso sem contar as regiões do país que vivem num “eterno verão”, com uma temperatura média superior a 22 ou 23 graus em pleno inverno. Não chega a surpreender, portanto, que a bermuda seja quase um patrimônio nacional do brasileiro. Por isso fizemos, hoje, um guia prático dos shorts masculinos. Confira a seguir.

BERMUDA VS SHORTS:Se você usar as duas palavras como sinônimo, não tem problema. Mas tecnicamente, há uma diferença entre ambos. O shorts tem uma conotação mais esportiva. É um pouco mais curto e com elástico na cintura. Já a bermuda está mais ligada à moda casual, com a barra se aproximando do joelho e com fechamento em zíper ou botões.

Shorts2

COMPRIMENTO DA BARRA: Independente do modelo que você estiver usando, a regra básica é jamais cobrir o joelho. Ou, pior ainda, ultrapassá-lo. Isso vai acabar com a proporção do seu corpo, fazendo as pernas parecerem mais curtas. Em ambientes urbanos, se a barra estiver 1 ou 2 dedos acima do joelho, é uma boa medida. Em locais como praia ou parque, dá para ser até um pouco acima disso.

CORES & ESTAMPAS: Quer usar uma bermuda estampada? Show! Fica super bacana. A única recomendação é balancear com uma camiseta lisa. (Ou camisa.) Se as duas peças tiverem muitas informações visuais, o look vai ficar poluído demais. Seguindo essa lógica, portanto, se a camiseta for estampada, o ideal é que a bermuda seja neutra.

TECIDOS RECOMENDADOS: Os modelos de linho são bem refrescantes e, além disso, trazem uma espécie de elegância náutica para o look. Já para a cidade, a melhor opção são as bermudas de algodão, um tecido que além de proporcionar conforto térmico, garante um visual bonito. Agora, para entrar na água ou fazer esportes, invista em shorts de fibras sintéticas, que são mais resistentes e secam mais rápido.

Shorts3